domingo, 5 de fevereiro de 2017

4 anos de muita história pra contar



4 anos de muita história pra contar

05 de fevereiro de 2013. Um, dois, três, quatro anos. E cá estamos nós: felizes com mais um dia 05 de fevereiro. Por isso, hoje decidi não poupar palavras. Decidi que preciso falar de você, de mim e desse "nós" que tanto me enche de gratidão. 

Lembro-me claramente daquela terça-feira à noite, lá no início de 2013, quando tudo isso oficialmente começou. Saímos apressados do IF para não perder o ônibus das 18h. Era dia de ir pro Shalom, para o nosso grupo de oração (Saudades, Hesed!). Tudo estava aparentemente normal. Rotina comum de uma terça-feira. Fazíamos isso sempre. Mal sabia eu que de comum aquele dia não teria nada. Chegando no Shalom, Deus veio confirmar aquilo que o meu coração já sabia há tempos: "é ele!" Então foi ali, naquela salinha apertada do Shalom, ao lado dos nossos irmãos de grupo, que eu disse sim para a maior e mais linda aventura que eu já me permiti viver: o nosso namoro. O dia 5 de fevereiro passou, então, a ser a nossa data favorita. 

Mas a verdade é que o sentimento já tinha nascido MUITO antes. Nos conhecemos na infância e, apesar das nossas memórias daquela época não serem tão nítidas, é maravilhoso saber que hoje namoro um alguém que, quando criança, brincava comigo pelos corredores do Shalom. É aquela coisa: Deus já tinha preparado tudo! 

Acamp's de 2012. Nos reencontramos. Em algum momento do acampamento, o cara no microfone orientou "procure alguém que você ainda não conhece". Olhei pro lado e te vi. Sorrimos um pro outro, como meros desconhecidos. Formamos dupla, cantamos, dançamos e tchau. Cada um foi pro seu lado. Meros desconhecidos, afinal. Depois te vi novamente no ônibus quando estávamos voltando para casa, mas você não me viu (eu acho). E essas são as duas únicas lembranças que tenho de você naquele Acamp's. 

Primeiro dia do grupo de oração. Lá estava você! "Deixa eu tirar uma dúvida: seu nome é André ou Victor?", perguntei. "Os dois!", você disse, e rimos. (14 anos. Isso justifica o diálogo infantil, ok?) Uma semana depois: segundo dia do grupo de oração. "Eu acho que te conheço de algum lugar", dizíamos um ao outro. Pensamos, pensamos, pensamos e... "Ai meu Deus, a gente brincava junto quando era criança!" Enfim, lembramos! 

E foi assim que tudo começou. Passamos de meros desconhecidos para colegas. Após algumas conversas, viramos amigos. Nos adicionamos no Facebook e passamos a nos falar todos os dias, o tempo inteiro. Tínhamos muitas coisas em comum, mas a principal delas era o fato de sermos calouros do IFRN. Você em eletrotécnica vespertino. Eu em administração matutino. Mas a diferença de turnos não era um problema. Nos horários vagos, nos encontrávamos na biblioteca para você me ensinar física. E foi assim que passamos de amigos para melhores amigos. 

Então o meu melhor amigo virou o meu amor. Nos apaixonamos do mesmo jeito que alguém pega no sono: gradativamente e de repente, de uma hora para a outra. (roubei essa frase de um filme). Certo dia, no meio da minha rotina louca, recebi um SMS em que dizia: "Eu te amo, Lelê!" Chequei o remetente: "Andrézito". Precisei ler a mensagem umas dez vezes seguidas até ter certeza de que aquilo era real. Só sorri, fechei os olhos e agradeci a Deus pelo sentimento recíproco que ali nascia. 

No início, foi preciso enfrentar alguns pequenos obstáculos. Mas, depois que deu tudo certo, chegamos à conclusão que a graça estava justamente nas dificuldades (como tudo na vida!) Enfim, começamos a namorar. E assim volto ao início deste texto: 05 de fevereiro de 2013.

Quatro anos já se passaram e muita coisa aconteceu de lá pra cá. Vivemos momentos incríveis, inesquecíveis e indescritíveis. Crescemos e amadurecemos juntos. Saboreamos a vida, fizemos novas amizades, demos risadas. Torcemos um pelo outro e, de mãos dadas, estivemos juntos nas nossas melhores e maiores vitórias. Nos amamos! Descobrimos falhas, pisamos na bola, fomos sugados pela rotina e, por um fio, não jogamos tudo por alto. Choramos, brigamos e apertamos o botão de "pausa". Quase acabou. Mas um sentimento chamado amor nos fez ficar e recomeçar. E tentar de novo. E mudar pra melhor! E deu certo. E tem dado certo. E tenho certeza que dará sempre certo, porque o que nos une vai muito além de qualquer diferença. "A diferença não faz diferença", e assim seguimos conversando sobre a vida e planejando tudo que ainda temos para viver. Já estamos juntos há 1460 dias, mas sei que isso é apenas o começo de uma aventura que não tem previsão para acabar. 

Confesso que chega a ser difícil lembrar de como era a minha vida quando você não estava nela, e mais difícil ainda é imaginar um futuro em que você não esteja. Encontrei em você a minha felicidade e é impossível explicar em palavras o quanto sou grata por tudo isso. A sintonia, o companheirismo e a cumplicidade que temos me faz acreditar que os nossos destinos foram realmente traçados na maternidade. 

Um "muito obrigada" jamais será suficiente para expressar o tamanho da minha gratidão por você. Meu bê, meu príncipe, meu mor... Obrigada por ser você! Você que me conhece mais que eu mesma, que sabe de cor todas as minhas manias, que tem o abraço mais confortante e quentinho. Você que ouve com atenção os meus desabafos e sempre sabe o que dizer. Você que reconhece de longe a minha TPM e traz chocolate pra me deixar melhor. Você que apoia as minhas ideias e sempre me explica algo novo. Que assiste filmes de amorzinho comigo, que me ensina sobre super-heróis e rock. Você que me dá flores e aprende no violão as minhas músicas favoritas. Você que esbarrou comigo pelas estradas da vida e topou ser pra sempre meu companheiro de viagem. Você que é assim... Do jeitinho que é! Obrigada por isso e por tudo, mas principalmente por me mostrar o que é amor. 

Feliz 4 anos de muita história pra contar! <3 A cada dia, te amo infinitamente mais.

Com carinho,
Doutora Lelê.

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

5 penteados para arrasar no verão


Oi, gente! A verdade é que, no verão, a gente faz de tudo para amenizar o calor. Eu mesma, por ter um cabelo muito grande, sempre acabo decidindo ficar com ele preso nesse período mais quente. Porém, para fugir do convencional, decidi trazer 5 IDEIAS DE PENTEADOS PARA ARRASAR NO VERÃO! Você acaba com o calor e ainda fica com o cabelo lindo! 

Dá o play: 

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

FÉRIAS | 7 dicas para mandar o tédio embora


Oiiii, gente! <3 E aí, como estão as férias? Lembra quando, no último dia de aula, você chegou em casa super feliz, fazendo vários planos para as férias? 

Mas aí passaram-se alguns dias e a única coisa que você conseguia fazer era se jogar no sofá e ficar mexendo no celular. Estou certa?! Haha 

Foi pensando nisso que hoje trouxe 7 dicas de como mandar o tédio embora nas suas férias! E o melhor: sem sair de casa e sem gastar nenhum centavo. Dá o play no vídeo e confere as dicas: 

O meu primeiro semestre no curso de Jornalismo | UFRN


Oi, genteee! <3 Muita gente que me acompanha sabe do meu amor pelo jornalismo e, inclusive, também gostaria de seguir nessa área. Por isso, eu tive a ideia de, a cada fim de semestre, vir aqui compartilhar um pouquinho com vocês de tudo que vivi e aprendi durante o período. 

Para começar essa série, falei sobre o meu primeiro semestre no curso. Abordei sobre as disciplinas, os professores e, principalmente, a minha opinião frente a tudo isso. Espero muito que vocês gostem! 

Dá um o play: 

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

16 coisas legais que aconteceram em 2016


Em meio ao caos e aos gritos de "acaba logo, 2016!", eu optei por agradecer. Eu sei que, coletivamente falando, este ano não foi tão bom assim. Tragédias aconteceram pelo mundo todo e, normalmente, as notícias que víamos nos telejornais nem sempre eram agradáveis. Bom, mas o fato é que, apesar de tudo isso, continuo sendo uma pessoa positiva e em vez de me entristecer pelo ano que passou, me desafiei a listar 16 coisas legais que aconteceram na minha vida em 2016. E isso me deixou extremamente agradecida! Cheguei à conclusão que o ano é só um número e isso não muda nada... São as nossas atitudes que determinam o quão bom será o ano. Por isso, querida pessoa que parou para ler isso aqui (obrigada, inclusive!), te convide a fazer duas coisas: 

1° Dar um play no meu vídeo! <3
2° Listar as 16 coisas LEGAIS que aconteceram na SUA VIDA este ano. Você vai ver como vai ter vários motivos para agradecer também!

Beijos! E, desde já, Feliz Ano Novo!