segunda-feira, 13 de outubro de 2014

O brilho de uma pequena vida: Sara Dantas e a sua luta contra o câncer.


Nesta madrugada, uma estrelinha deixou de brilhar aqui na Terra e foi brilhar no céu. Sara Dantas, de apenas 9 anos, lutava contra leucemia (câncer no sangue) há um ano. Em Junho deste ano, sua mãe, Denilsa Dantas, foi diagnosticada com câncer de mama. O problema dobrou de tamanho, mas o amor e a perseverança falaram mais alto: juntas elas uniram forças para permanecer na batalha. Recentemente, Sara havia encontrado doadores de medula óssea compatíveis a ela; no entanto, devido a alguns problemas com a atualização de dados destes doadores, a pequena não pôde receber o transplante.

Sara e sua família viviam em Currais Novos, no interior do Rio Grande do Norte, mas haviam se mudado para Natal há pouco tempo, a fim de facilitar os tratamentos. Especialmente nestes momentos, podemos ver a importância da família. A garotinha sempre recebeu o apoio de seus pais e de seu irmão mais velho, por isso conseguia manter um lindo sorriso no rosto, apesar de quão difícil estivesse a situação. 
Ao me deparar com a notícia do falecimento de Sara, pude constatar que, realmente, a vida é um simples suspiro. Não importa quem você seja, onde você more ou o que você tenha... Você sempre estará sujeito à morte. E, infelizmente, para ela não há hora, nem lugar marcado. Ela simplesmente aparece e silencia o seu coração. 

O coração de Sara foi silenciado, mas a sua história será sempre como um grito no coração daqueles que a conhecem. Sei que assim como a pequena Sarinha, existem muitas outras crianças que passam pela mesma situação. Por isso, aproveito para convidá-los a se tornar um doador e, mais que isso, a salvar vidas. 

Para informações de como se tornar um doador de medula óssea, acesse a página do INCA - Instituto Nacional de Câncer.

Além disso, aproveitando que estamos em pleno #OutubroRosa, gostaria de alertá-los quanto a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama: O câncer de mama é uma doença grave, mas que pode ser curada. Quanto mais cedo ele for detectado, mais fácil será para alcançar sua cura. Portanto, não deixem de ir ao médico regularmente, realizar a mamografia (se você for uma mulher com mais de 40 anos) e checar se está tudo bem com a sua saúde. Cuidem-se!



Por fim, vamos rezar para que Deus conforte a família da pequena Sara, bem como para que a sua mãe, Denilsa, vença esta batalha contra o câncer de mama. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário, sugestão ou crítica! Obrigada por visitar o Prefira Primavera. Volte mais vezes! <3