terça-feira, 11 de novembro de 2014

Os filmes do diretor Matheus Souza

Passado o Enem, agora poderei me dedicar novamente ao Prefira Primavera (êbaaa). O blog voltará a ser atualizado diariamente! Inclusive, se vocês tiverem alguma sugestão de temas para posts, pode deixar aqui nos comentários; porque com certeza me esforçarei para acolher cada uma. 
Enfim, vamos ao post de hoje...

Você já ouviu falar no cineasta Matheus Souza? Não? Então vem cá, porque você tá perdendo muita coisa! 

Matheus Souza nasceu em Brasília, no ano de 1988, mas mudou-se para o Rio de Janeiro quando tinha apenas sete anos. Desde muito cedo, ao passar horas assistindo filmes, descobriu-se apaixonado pela sétima arte. Por isso, optou por cursar Cinema na PUC-Rio. Aos 19 anos, ainda na faculdade, filmou seu primeiro longa: "Apenas O Fim" (2008), o qual recebeu inúmeras premiações desde seu lançamento. 

Até agora, Matheus já conta com três filmes lançados, um em produção e diversos roteiros guardados na gaveta para futuros projetos. 
 
Confira os filmes:
1° Apenas O Fim (2008): 
 
Em plena faculdade, Antônio (Gregório Duvivier) é procurado por sua namorada (Erika Mader), que lhe avisa que pretende fugir de casa e recomeçar a vida em outro local. Ele tenta convencê-la do contrário, mas sem sucesso. Os dois concordam em passar a próxima hora juntos, relembrando momentos do passado e imaginando o futuro. A história se passa sempre no mesmo cenário: o pátio da PUC-Rio (exceto pelas cenas referentes às lembranças narradas pelo casal); mas, ainda assim, é cativante e nos dá a sensação de estar ali pertinho deles. O roteiro é completamente feito em cima do diálogo entre os dois personagens; mas devo deixar claro que são diálogos inteligentes e engraçados, os quais sempre fazem referência ao universo nerd/cool/romântico. O casal fala sobre coisas banais da vida e dos relacionamentos, fato que faz com que o telespectador se identifique com cada característica citada pelos personagens. É um filme simples, real e lindo. Recomendo!
 
Trailer:
 
 
2° Não Faço A Menor Ideia Do Que Eu Tô Fazendo Com A Minha Vida (2013):
 
Filme com nome incomum e com um roteiro mais ainda. Trata-se da história de Clara (Clarice Falcão), uma adolescente-quase-adulta que está indecisa em relação às suas escolhas. A jovem está cursando a faculdade de Medicina por pressão familiar e não por vocação. Sem contar para ninguém o que está sentindo, ela passa a matar aulas no período da manhã. Durante essas aventuras matutinas, Clara conhece Guilherme (Rodrigo Pandolfo), um rapaz que trabalha no boliche e que a ajuda na missão de encontrar um norte para sua vida. Com certeza muitos espectadores irão se identificar com a personagem e com toda esta confusão que gira em torno de sua vida. A ideia do filme é muito bacana, mas devo confessar que no final eu fiquei me perguntando se realmente tinha acabado... Porque senti que faltava algo a mais, sabe? Mas, ainda assim, eu recomendo!
 
Trailer:
 
 
 
3° Confissões de Adolescentes (2014): Matheus Souza foi responsável pelo roteiro.
 
Paulo (Cássio Gabus Mendes) está passando por dificuldades financeiras para sustentar as quatro filhas, Tina (Sophia Abrahão), Bella Camero (Bianca), Malu Rodrigues (Alice) e Clara Tiezzi (Karina), depois que anunciaram um novo aumento no aluguel. Quando ele avisa que eles precisam se mudar do apartamento onde vivem, na Barra da Tijuca (Zona Oeste do Rio), elas se comprometem em ajudar de alguma forma, começando a cortar despesas bobas e ajudando nas tarefas domésticas. Mas enquanto precisam lidar com essa novidade, o quarteto tem ainda outras experiências típicas, relacionadas a idade de cada um delas. Tina vem penando para conseguir um primeiro trabalho, ao mesmo tempo que vem se desentendendo com o namorado riquinho. Bianca, por outro lado, esconde uma relação misteriosa, diferente de sua irmã Alice, ainda virgem, e as voltas com a famigerada primeira vez. Correndo por fora, Karina é a mais nerd da turma e anda atraindo as atenções de um dos colegas da escola, mas eles ainda não sabem bem ao certo como lidar com isso. Apesar dos conflitos, a união entre elas permanece e as experiências, tudo indica, irão contribuir ainda mais para manter a família unida. 
Trailer: 
 
 
4° Tamo Junto (Em Breve):
Depois de um longo relacionamento, um cara (Fábio Porchat) se vê solteiro pela primeira vez. Se sentindo livre, ele planeja cair na gandaia e recuperar o tempo perdido; mas logo descobre que o novo estado civil não é tão divertido quanto ele achava que seria.
 
 
Gosto bastante dos filmes do Matheus Souza, porque eles fogem do comum - em todos os sentidos; além de apresentarem uma pegada alternativa, eles foram produzidos com o menor custo possível. Pasmem: Apenas O Fim utilizou um valor de apenas R$ 8.000,00 e Eu Não Faço A Menor Ideia Do Que Tô Fazendo Com A Minha Vida teve um orçamento de R$ 20.000,00. Isso é muito pouco se comparado às demais produções do cinema.
 
E aí, qual desses filmes você já assistiu? Ou qual deles você quer muito ver? Me conta aqui nos comentários! Beijos e até mais! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Deixe aqui seu comentário, sugestão ou crítica! Obrigada por visitar o Prefira Primavera. Volte mais vezes! <3