sexta-feira, 22 de abril de 2016

Tudo sobre a minha viagem ao Rio de Janeiro

Olá, pessoas!  Recentemente viajei para o Rio de Janeiro com o meu namorado e a família dele para assistirmos ao show da nossa banda favorita: Coldplay! <3 Porém, aproveitamos para, em um final de semana, conhecermos tudo que tínhamos direito daquela que é a famosa Cidade Maravilhosa! 

Por isso, montamos o nosso próprio roteiro de viagem, para que não dependêssemos de guia turístico. E aí já vai a primeira dica: 

1. Monte o seu próprio roteiro de viagem, pegue o mapa da cidade e saia conhecendo os lugares por conta própria. E, caso você não queira andar de ônibus ou metrô, opte por alugar um carro. Sai bem mais barato e você ainda tem a liberdade de ir para onde quiser, na hora que quiser, sem ser obrigado a seguir a excursão. (Lembrando que isso vai do gosto de cada um).

Bom, mas por causa disso eu acabei juntando muitas informações sobre o RJ, então acho justo vir compartilhá-las aqui com você. 


Primeiramente, com relação às passagens aéreas, a gente encontrou uma promoção, ida e volta pela TAM Linhas Aéreas, por R$ 500 e pouco. Foi um preço ótimo, tendo em vista que, atualmente, esse valor estaria entre R$ 800,00 e R$ 1.000,00. 
O hotel em nós ficamos chama-se Hotel Regina, e ele fica localizado no bairro do Flamengo. Lá é um bairro com uma ótima localização, tanto no sentido de que é fácil de chegar, como também no sentido de segurança. Com relação ao Hotel Regina, eu gostei muuuito! Super recomento! O serviço de lá é ótimo e todos os funcionários são muito simpáticos e prestativos. 

Vamos para a parte mais divertida agora: OS PONTOS TURÍSTICOS!

Vou seguir a mesma ordem que estabelecemos no nosso roteiro de viagens. Ah, e aqui cabe mais uma dica: 

2. Quando for montar o seu roteiro, procure obedecer a ordem pelas zonas da cidade. Isto é, visite primeiro os pontos turísticos localizados na zona sul, depois os da zona norte. E assim por diante. Dessa forma, você vai otimizar o seu tempo e não vai se estressar tanto com o trânsito. 

1. Heliponto e Mirante Dona Marta 
No topo do Mirante e Morro Dona Marta existe um heliporto onde você poderá fazer vôos panorâmicos sobre o Rio mediante compra de tícket (obs.: nós não fizemos. kk). O mirante e seu heliponto ficam ao lado do Corcovado, entre Laranjeiras e Botafogo, e com amplas e magníficas vistas para a zona sul e zona norte.

É lá em que tem uma pedra, na qual você pode subir e tirar uma foto como se o Cristo Redentor tivesse em suas mãos. Eu amei! 
Horário de Funcionamento: 8h00 às 19h00
O Cristo Redentor é, sem dúvidas, o ponto turístico mais marcante do Rio de Janeiro. Ele é mundialmente conhecido, sendo considerado uma das Sete Maravilhas do Mundo. O monumento foi inaugurado no dia 12 de outubro de 1931, dia de Nossa Senhora Aparecida e fica no bairro de Santa Teresa.

Para chegar até ele, que fica a 709 metros acima do nível do mar, você precisa subir o morro Corcovado. Para isso, existem três opções: Trem, Van ou Carro. (Você também pode subir à pé, mas só se tiver um preparo físico. 

Obs.: Subir com o seu próprio carro | Foi a que escolhemos! Porém, em um determinado ponto (mais precisamente na altura da Estrada das Paineiras, onde compra-se os ingressos), você precisa pegar uma van que te deixa lá em cima. Lembrando que não é recomendado subir em seu próprio carro; nós só subimos porque estávamos com um guia, o qual contratamos apenas para nos auxiliar nesse ponto turístico. 
Horário de Funcionamento: Abertura da bilheteria: 08h00 | Fechamento da bilheteria: 19h50

O passeio tem como cenário 360º de paisagens deslumbrantes, tais como: as praias do Leme, Copacabana, Ipanema, Flamengo, Leblon; Pedra da Gávea, o imponente maciço da Tijuca e o Corcovado, com a imagem do Cristo Redentor; Baía da Guanabara, com a enseada de Botafogo; centro da Cidade; Aeroporto Santos Dumont; Ilha do Governador; Niterói; Ponte Rio- Niterói; e, ao fundo a Serra do Mar, com o pico “Dedo de Deus”.

O Bondinho liga a Praia Vermelha ao Morro da Urca; e o Morro da Urca ao Pão de Açúcar. Cada passeio dura 3 minutos, e o ingresso já dá direito a ambos. No topo de cada morro, há um complexo, no qual há vários espaços para se conhecer. Falarei um pouco de cada um deles mais abaixo:

1. Praça dos Bondes: Em 13 de novembro de 2009, a Companhia Caminho Aéreo Pão de Açúcar inaugurou a Praça dos Bondes no Morro da Urca. No local ficam expostos os bondinhos das duas gerações anteriores e duas esculturas de bronze, em tamanho real, dos responsáveis pela idealização e implantação de cada um deles, Augusto Ferreira Ramos e o engenheiro Cristóvão Leite de Castro.

2. EGB: O Espaço Baía de Guanabara, no Morro da Urca, conta com restaurantes, lojas e quiosques que aliam gastronomia de qualidade com um visual incomparável do Rio de Janeiro, a uma altura de 227 metros. Com capacidade para 360 pessoas, a área gastronômica e de lazer comporta diversas lojas e quiosques que tornam o passeio mais completo e agradável.

3. Cocuruto: Um pequeno museu localizado no Morro da Urca que contará a história dos teleféricos, inaugurados há quase 100 anos, através de projeções digitais, imagens, maquinário e objetos que marcaram a trajetória do primeiro teleférico brasileiro. O objetivo é compartilhar com o público um pouco da história do Pão de Açúcar, permeada por acontecimentos marcantes, que merecem ser relembrados por alguns e descobertos por muitos outros. O acesso ao local não exige qualquer pagamento adicional ao turista.
4. Anfiteatro: Quando eu fui, ele estava em reforma.
  • Preços:Adultos – R$ 76,00Crianças menores de 06 anos – GrátisCrianças de 06 a 12 anos – R$ 38,00Jovens de 13 a 21 anos – R$ 38,00 (mediante documento de identidade)

O Jardim Botânico do Rio de Janeiro – JBRJ – foi fundado em 13 de junho de 1808. Ele surgiu de uma decisão do então príncipe regente português D. João de instalar no local uma fábrica de pólvora e um jardim para aclimatação de espécies vegetais originárias de outras partes do mundo. Hoje o Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro – nome que recebeu em 1995, é um órgão federal vinculado ao Ministério do Meio Ambiente e constitui-se como um dos mais importantes centros de pesquisa mundiais nas áreas de botânica e conservação da biodiversidade.
Localização: Rua Jardim Botânico, portões nº 920 e nº 1008 ou Rua Pacheco Leão, nº 101, Jardim Botânico. 

Horário de Funcionamento: O horário normal de visitação é: segundas-feiras, das 12 às 17h, e de terça a domingo, das 8h às 17h, com prorrogação de uma hora para o fechamento das bilheterias no período de horário de verão.


É isso!!! Ah, e se você ainda não assistiu o primeiro vlog da viagem que saiu lá no canal, aqui está:

2 comentários:

  1. Gostei muito deste post porque além de dar dicas de lugares para visitar tem o horário de funcionamento e o preço desses lugares, o que nem sempre encontramos em postagens como essa. Vou ficar esperando a postagem do #dia2. (hehehe)
    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, florzinha! Primeiramente, seja muito bem-vinda ao Prefira Primavera! <3 Fico extremamente feliz em saber que você gostou do post; tentarei fazer mais nesse estilo! Ah, e já saiu o vídeo do dia 2, para conferir é só acessar: https://www.youtube.com/watch?v=1ArU9ZZijPA

      Mais tarde estarei escrevendo a publicação sobre o vlog 2.

      Excluir

Olá! Deixe aqui seu comentário, sugestão ou crítica! Obrigada por visitar o Prefira Primavera. Volte mais vezes! <3